I

i.POESIA FALADA

palavra à noite cantada
co' ́a manhã se desfaz
em palavra granulada:
matinal achocolatado

já não sente a poesia
tal qual ressoara clara
na madrugada alta

- Et pourtant, fala!
Será a escrita fogo fátuo?
marca gravada em gado,
ou cardo na sua pata?

(O poeta-boi rumina,
mas não é vaca sagrada).

Estrela cadente, cabala:
meros fogos de artifício
ruidosos melros da fala:
na calma manhã se calam
(...)
*****
Dos "Cadernos de Sizenando", vol.I, 2014.

Poesia Falada (I), Cadernos de S...

by adalbertodequeiroz

0

Thanks for the...

  1. 0Smile
  2. 0Inspiration
  3. 0Laugh
  4. 0Story
  5. 0Mindtrip
  6. 0Help
  7. 0Feelings

Thank the author

0

Comments


No one has commented on this note yet

Previous
Next